Crônicas da caixola

Novembro

4 de junho de 2017

Meu corpo já não responde

As unhas já não são mais cortadas

A mão desliza cansada

Os pés incham da

Tristeza escorrida

 

Meus reflexos são

Inexatos

E o coração/inacabado

Do pesar desfalecido

 

Meu corpo já abriga

A luz enternecida

E as trevas enamoradas

 

Emancipada vem,

realidade

 

[licença poética, escrita em 2013]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também: